Suporte & benefíicos

Se você já é cliente Quatre Creative então acesse agora nossa plataforma exclusiva para clientes onde você terá acesso a todo suporte necessário além de nosso banco de conhecimentos e de nossos cursos.

Plataforma Quatre Creative botão Botão contato

Informações de contato
Batel, Curitiba - PR
New York, NY 10010
[email protected]
(41) 2101 1610
Acompanhe-nos!

Quatre Creative

Robôs irão tomar meu emprego?

Há alguns anos atrás quando olhavamos para filmes de ficção cientifica viamos um futuro cheio de robôs de alta tecnologia trabalhando em serviços que eram antes ocupados por humanos. Mas a final, qual é a chance de eu ser substituido por um robô?

 

 


I’ll be back!


 

 

Primeiro vamos ver as chances de algumas profissões serem substituídas e depois tomemos algumas conclusões:

 

 

Como podemos ver profissões que exigem certo nivel de criatividade estão entre as com menos chance de serem substituídas por robôs, enquanto a parte lógica e braçal tem uma chance bem maior. Como no caso do Engenheiro Civil que desenha e projeta a construção, sua chance de ser substituida é de 1.9%, já o pedreiro e acabador de concreto que irão construir a obra tem a chance de 94%.

O mesmo acontece no caso de desenvolvimento de softwares, o designer gráfico que irá criar o design da estrutura tem 8.2% de chance enquanto o programador que irá desenvolver o código tem 48%.

 

Com isso já notamos dois padrões:

    • Profissões criativas dificilmente serão substituídas;
    • Profissões lógicas e braçais tem grande chance de substituição.

 

A mesma coisa acontece com profissões da área da saúde por exemplo. Elas requerem um tato muito aguçado, portanto tem uma chance mínima de substituição. Em outra parte a pesquisa para criação de novos remédios e produção tem uma chance grande de ser substituída.

 

Com isso podemos acrescentar:

    • Profissões que trabalham com os sentimentos e cuidados do humano dificilmente serão substituídas;
    • Pesquisas e produções tem grande chance de substituição.

 

Analisando esse caminho podemos entender que há um padrão simples e óbvio para se seguir, os empregos que não tem chance de ser substituídos são aqueles que tratam das áreas que tornam o ser humano único:

A capacidade de aprender, criar e sentir.

Com isso podemos perceber mais do que só saber a chance de sermos substituídos, mas sim saber o futuro da economia, já que profissões que não podem ser substituídas tem tendência a encarecer, pois não podem ser replicadas em grande escala como os serviços realizados por robôs. Mas isso é assunto para uma próxima postagem, escrita por mim ou por um robô, quem sabe?

 

Ficou curioso para saber qual a chance de ser substituído por um robô? Acesse o site Will Robots Take My Job e descubra!

Post a Comment