Suporte & benefíicos

Se você já é cliente Quatre Creative então acesse agora nossa plataforma exclusiva para clientes onde você terá acesso a todo suporte necessário além de nosso banco de conhecimentos e de nossos cursos.

Plataforma Quatre Creative botão Botão contato

Informações de contato
Batel, Curitiba - PR
New York, NY 10010
[email protected]
(41) 2101 1610
Acompanhe-nos!

Quatre Creative

Quando devo romper com um cliente?

Existe um senso comum que diz que quanto mais clientes você tem, melhor vai seu negócio. Mas irei te contar algo que ninguém nunca te contou: na prática isso não é verdade.

 


Você deve aprender a separar o cliente bom do ruim, aquele que te agrega valor e aquele que apenas te suga.


 

Para sua empresa progredir é óbvio que precisa ter uma boa grade de clientes, sem clientes sem trabalho e sem trabalho sem dinheiro. Mas quando seu negócio começa a crescer e você tem a opção de escolher para quem quer trabalhar, esse é o momento que você deve pensar: esse cliente está fazendo minha empresa crescer ou apenas gerando lucro?

Para separar o cliente bom do ruim é simples, o cliente te liga fora do horário de serviço sem ser para emergências e te cobra modificações naquele instante? Ele não te paga em dia e reclama incesantemente do valor cobrado? Se sim esse é um cliente que irá te sugar, com o passar do tempo, por mais dinheiro que ele gere para você, ele irá demandar mais trabalho, com isso acabará te esgotando fisicamente e psicológicamente, principalmente se você ainda não tiver funcionários para te ajudar.

 

A questão é como?

 

Como romper com aquele contratante sem que isso te influencie negativamente na vista de outros clientes? O jeito é ir sempre com sutileza e diretamente. Primeiro tente conversar, informe sobre o horário de serviço e caso tenha um contato para emergências, determine quais são as possíveis emergências.

Ele não melhorou? Então deixe bem claro os motivos de estar deixando de realizar serviços para ele.

Você pode pensar que aquele cliente te fará muita falta, mas muito possivelmente com o tempo que você gasta tendo que atender ele você consegue ter mais um ou dois clientes que realmente venham para agregar valor ao seu negócio.

 

Achei interessante oferecer esse conselho, pois eu mesmo já sofri muito com clientes que me sugavam e por isso demorei para expandir meu negócio. Espero que você se aproveite ao máximo delas.

Comments

  • Rafaela

    2 de junho de 2017

    Interessante a dica. Na venda direta que praticamos é comum as vendedoras gastarem tempo com clientes que apenas querem “conversar”. A venda direta é uma espécie de consultoria, elas são psicólogas, aquele ombro amigo que as clientes precisam, falam sobre a família, sobre os problemas e no fim compram o produto como forma de pagamento por essa consultoria. Mas a questão é como separar essas clientes que querem apenas a parte consultoria da cliente que irá comprar no final.

    reply

Post a Comment